Sindicato paralisa Protege, reverte demissão e garante respeito ao trabalhador

Protege-1-cortada

Protege-2Vitória do trabalhador, vitória do Sindicato. No dia 6 de maio, após receber denúncia de que um funcionário que retornava de benefício do INSS tinha sido demitido, o Sindicato foi à empresa e realizou uma paralisação de 8 horas. O movimento resultou em uma reunião com a presença dos diretores da Protege, Gerson e Jorge Tavares, e o presidente José Bezerra e os diretores Américo e Justiniano pelo Sindiforte.

A Protege reintegrou o funcionário e assegurou que não haverá mais demissões, até setembro, referente a trabalhador que retorna do INSS. “Conseguimos o afastamento de um gerente e garantimos que não haja assédio moral contra o trabalhador e sim respeito. Vitória da nossa união”, comemorou o presidente Bezerra.