Sindiforte-RJ articula empresas e PM por mais segurança

Destacada-PM

Estiveram reunidos na sede do nosso Sindicato, no último dia 16 de janeiro, representantes das empresas Prosegur, Protege, Brinks e TB Forte, com a presença do Coronel Maurício, responsável pela Diretoria de Transportes da Polícia Militar (PMERJ), e a diretoria do Sindiforte-RJ.

O objetivo de reunião promovida pelo Sindiforte-RJ foi debater ações em apoio ao trabalho da PM no combate ao crime organizado, especialmente aos assaltos a carros-fortes na região metropolitana do Rio.

“Nos anos de 2017 e 2018 os ataques a carros-fortes bateram recordes no país, registrando um assalto a cada três dias”, alertou o companheiro José Roberto Bezerra, presidente do nosso Sindicato. A frota no estado do Rio de Janeiro passa de 300 carros-fortes nas ruas.

O Cel. Maurício informou que sua Diretoria na PM trabalha para “dotar as unidades operacionais de ferramentas, de veículos apropriados, para o patrulhamento, a intervenção em áreas de risco e a irradiação do policiamento para a tomada e a estabilização do terreno”.

Devido à grande concentração de empresas de transporte de valores em São Cristóvão, foi consenso a ideia de fortalecer a prevenção na área. O Cel. Maurício informou que a PM já possui uma política com meios para recuperação e adaptação de blindados para uso policial.

O companheiro Bezerra ponderou que nas empresas os carros-fortes desativados estão sendo cortados, virando sucata, muitas vezes ainda em condições de uso. Os representantes das empresas viram com bons olhos a proposta de doarem à PM dois carros-fortes cada uma, neste momento, como forma de colaborar para melhorar e aumentar a atuação por mais segurança no Estado. A PM fará a adaptação e reblindagem do fundo para o nível 3A. Esses carros seriam usados no transporte de tropas policiais nas intervenções.

A reunião evoluiu também para a coordenação de futuras ações de treinamento de policiais militares nas próprias bases das empresas, aumentando a eficiência tanto na prevenção quanto no combate em caso de ataque.

“O Sindicato ficou satisfeito com o alto nível da reunião e as excelentes colocações de parte a parte. O nosso diálogo e entendimento são a primeira derrota dos marginais. Nosso papel é lutar por soluções. Vamos continuar nesse caminho”, explicou o presidente do Sindiforte-RJ, companheiro Bezerra.

Panoramica-Reunião-1