Vencemos o arrocho dos patrões! CCT 2018 é assinada sem perdas para a categoria!

Unidade-Forca

Nossa grande e forte assembleia de 26 de agosto deu resultado. Mostramos força e os patrões recuaram da intenção de nos impor enormes perdas na Convenção Coletiva (CCT) deste ano. Os patrões insistiam em aplicar a “reforma trabalhista” do (des)governo Temer, o que significaria perdermos vários direitos hoje existentes em nossa CCT.

Desde a primeira negociação o Sindiforte-RJ deixou claro aos patrões: não aceitaríamos nenhuma perda de direitos; não aceitaríamos a reforma trabalhista dentro de nossa Convenção.

Após o apoio maciço da categoria na assembleia de 26 de agosto, os patrões entenderam que o arrocho não passaria. Fechamos a CCT 2018 mantendo todos os nossos direitos!

Foi a força de nossa categoria que garantiu nossa vitória. Agora, é hora de muita união: sindicalize-se já! Não fique só, fique sócio. A luta continua!

Veja abaixo um resumo de nossas conquistas.

Confira aqui os principais direitos garantidos na CCT 2018

BezerraRecortado-RGBReajuste salarial é retroativo a 1º de julho

O reajuste salarial da categoria foi de 3,53% para os trabalhadores em transporte de valores, tesouraria e administrativo. Os vigilantes de base tiveram 6% de aumento. Os novos salários são retroativos a 1º de julho de 2018 e as diferenças salariais devem ser pagas integralmente, de uma só vez.

Atenção: não existem 2 horas de almoço na CCT!!

Nosso almoço continua no período de 30 minutos a 1 hora, na base, conforme determina o Art. 71 da CLT. Não existe essa conversa de 2 horas de almoço!

Benefícios na escala 12×36 para compensar a Súmula 444

A Súmula 444 foi desfigurada pelas últimas leis e normas trabalhistas implantadas no país. Para reduzir ou evitar as perdas dos companheiros que trabalham na escala 12×36, conquistamos nesta Convenção Coletiva duas cláusulas importantes: um aumento salarial diferenciado e maior para os Vigilantes de Base (6%) e o fornecimento de tíquete refeição nos feriados trabalhados, além da cartela de 20 tíquetes já definida na CCT para os companheiros da escala 12×36.

Sindicalizado terá demissão conferida pelo Sindicato

A “reforma trabalhista” liberou a homologação de demissões nas empresas, sem supervisão do Sindicato. É uma lei absurda, mas é lei. Depois de muito discutirmos isso com os patrões, conseguimos garantir que pelo menos os associados do Sindiforte-RJ tenham suas homologações obrigatoriamente feitas em nosso Sindicato. Se você é sócio, terá suas verbas rescisórias, pagas na demissão, conferidas pelo Sindicato. Se ainda não é sócio, garanta seus direitos e associe-se já!

Vigilantes do Posto do Banco Central passam a ter cartela fechada de 30 tíquetes

Os vigilantes do Posto do Banco Central passam a receber a cartela fechada com 30 tíquetes refeição. Dessa forma, se somam aos companheiros da Prosegur, Protege e TransVip, que também recebem o benefício com 30 tíquetes. O Sindiforte negocia este benefício nas empresas em que os trabalhadores assim desejam.

Seguro de Vida obrigatório para todos

Nossa CCT consagra a obrigação das empresas de contratarem Seguro de Vida com prêmios no valor de 26 vezes a remuneração em caso de morte natural e 52 vezes a remuneração em caso de invalidez total permanente ou morte por acidente, quando em serviço de carro-forte, carro leve ou ATM. Este ano, incluímos que em caso de substituição de apólice, todos os trabalhadores devem ser incluídos, inclusive os afastados pelo INSS.

Faltam 2 anos para se aposentar? Tem dez anos na empresa?

O trabalhador que depender de mais dois anos (24 meses) ou menos de trabalho para se aposentar, e se tiver pelo menos dez anos como empregado da empresa, tem direito à estabilidade provisória, ressalvada a dispensa por justa causa. Para gozar desse direito, terá que comunicar a estabilidade com carta de próprio punho à empresa, com cópia para o Sindicato, comprovando sua situação no INSS. Conheça as regras em nossa Convenção.

Representação é do Sindiforte-RJ

Nossa CCT mantém o Sindiforte-RJ como único e exclusivo representante sindical da categoria. Evitamos que maus patrões queiram impor falsas “comissões de funcionários”, que poderiam prejudicar os direitos da categoria.

 

Veja aqui a tabela com os Pisos Salariais a partir de 01/07/2018.

Veja aqui a íntegra da CCT 2018.